Publicidade:

 

 Publicidade:

 

 
 

CHARGE DO DIA

 

 

 

 

 

 

 


 

Home » Esportes » Advogado de Alan considera resultado de julgamento um sucesso

09/08/2013

Advogado de Alan considera resultado de julgamento um sucesso

Chapecó – Muitos podem estranhar, mas o advogado de Alan considerou um sucesso o resultado do julgamento que custou ao jogador da Chapecoense seis meses de suspensão por doping. Em entrevista exclusiva ao Diário do Iguaçu/RedeComSC, Luiz Fernando Costa afirma que o lateral-esquerdo poderia ficar até dois anos sem disputar jogos e que o objetivo de redução de pena fora alcançado. Como a sanção preventiva de 30 dias já passou, o atleta tem cinco meses para cumprir, ao invés de seis. Ele não joga mais nesta temporada.

Foto: Aguante Comunicação/Chapecoense/RedeComSC

Em sessão da 2ª Comissão Disciplinar do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na terça, Alan assumiu a ingestão de medicamento que continha hidroclorotiazida – proibida pelo fato de poder mascarar outros compostos –, mas desconhecia a presença da substância. Ele pensou ter tomado aspirina por causa de um inchaço, mas era Clorana, dado pelo seu pai, que estava o visitando em Chapecó. O exame de Alan deu positivo para hidroclorotiazida após a vitória por 5 a 1 sobre o ABC, no dia 7 de junho, na Arena Condá, pela quinta rodada da Série B do futebol brasileiro.

Aguardando

Alan segue incorporado ao grupo de jogadores do Verdão e aguarda qual será a decisão dos advogados sobre o caso. Além de Costa, Jorge Petersen também defendeu o ala no Supremo. Os defensores, de Porto Alegre (RS), esperam a lavratura do acórdão para decidir se vão recorrer ao Pleno, última instância do STJD. Se houver novo julgamento, existe o risco da penalização de Alan aumentar. Na terça, dois auditores votaram por seis meses de suspensão e outros dois pediram pena de um ano. Neste caso, o empate beneficiou o réu.

O que disse o advogado Luiz Fernando Costa: “Conseguimos o que queríamos, que era uma pena reduzida. Alan corria o risco de pegar até dois anos de suspensão. Por isso, considero o resultado do julgamento um sucesso. A reprimenda foi mais pela ingenuidade do jogador”.


 

Tags: lateral-esquerdo, advogado, Alan, Verdão, Chapecoense, Série B, julgamento

 

 

deixe seu comentário

 

Nome

E-mail (não será divulgado)

 

Sua mensagem

 

Marcelo Czarnobai escreveu em 09/08/13 17:17:

 
Creio que com a decisão de suspender o credenciamento do único laboratório que faz as análises o caso pode ser revisto e, com base nisso pedir a anulação do exame e a consequente absolvição do Alan.
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2013/08/1324112-unico-laboratorio-do-brasil-autorizado-a-realizar-exame-antidoping-e-suspenso.shtml
Se o mesmo foi suspenso por erro nos exames o exame do Alan deve ser questionado (caso tenha sido este o laboratório).
 

 

 

notícias relacionadas

 


 

 


 


 

 

 

Fale Conosco  |   Anuncie  |   redecomsc.com.br - Todos os direitos reservados REDECOMSC

 

Copyright © Portal RedeComSC - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.